Escolha uma Página

Muitas empresas têm adotado a estratégia de benefícios flexíveis como forma de melhor atender às necessidades de seus funcionários. Mas além disso, elas também viram uma forma de otimizar os custos com benefícios. Você já parou para avaliar se os que sua empresa oferecem são realmente aqueles que os seus colaboradores precisam?

As pessoas possuem estilos de vida diferentes. Algumas são solteiras e possuem alguns tipos de despesas, casadas, possuem outros. Se os seus colaboradores têm filhos, os benefícios que os agradariam serão totalmente diferentes. Neste caso, a adoção dos benefícios flexíveis vai de encontro ao ajuste de orçamento nessa área e a motivação da equipe que é reconhecida e atendida pela empresa.

 

Como os benefícios flexíveis acontecem na prática

Os benefícios flexíveis vão de encontro às necessidades dos seus colaboradores. Mas como saber quais são elas? O primeiro passo é elaborar um questionário com as principais abordagens referentes aos benefícios que sua empresa está disposta a oferecer. E também deixar um campo aberto para pedidos especiais, quem sabe sua empresa não consegue atender e ter, assim, um colaborador fiel.

O próximo passo, é avaliar cada um dos pedidos em relação às condições da empresa. Analise-os em conjunto com os benefícios que a empresa já oferece e os que são obrigatórios por lei, como o seguro de vida, em profissões específicas.

Se a sua empresa é muito grande e possui muitos colaboradores, esse pode ser um processo mais difícil. Assim, não deixe os campos em abertos, tente automatizar o processo e, até mesmo, digitalizar. Outra dica é montar grupos de perfil de colaboradores e montar pacotes de benefícios para que eles escolham quais dos pacotes os atendam melhor.

 

Alguns exemplos de benefícios flexíveis que as empresas oferecem

Os benefícios flexíveis variam muito de acordo com o perfil dos seus colaboradores. Por exemplo, se seu público é mais jovem, ter apoio vocacional pode ser interessante, como convênios com escolas de idiomas e pós-graduação.

Um público mais velho, pode preferir um bom plano de saúde, com bons hospitais e extensão do plano para toda a família.

Convênios com academias, salões de beleza, agências de viagens, clubes, teatros e outros estabelecimentos que oferecem qualidade de vida e entretenimento também são boas opções.

Há empresas que oferecem alguns confortos referentes ao trabalho, como a possibilidade de trabalhar home office, maior flexibilidade nos horários, oferta de frutas e lanchinhos no meio da tarde, cafés da manhã, entre outros.

No início, pode ser um pouco difícil ajustar todo esse esquema de atender necessidades individuais dos colaboradores, mas com o plano em andamento, o retorno é bastante satisfatório. Além disso, você consegue manter seus funcionários mais motivados, agradecidos e fiéis a empresa por mais tempo, evitando demissões e afastamentos por saúde.

Precisa de uma consultoria sobre benefícios corporativos em saúde suplementar? Entre em contato com a New Action.